Interação transcultural nos serviços de saúde

  • Elaine Cristina Camillo da Silva Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
  • Dalton Luiz De Paula Ramos Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo

Abstract

Este estudo teve como proposições: compreender o processo da interação entre profissionais de saúde e usuários estrangeiros nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Programa Saúde da Família (PSF); conhecer o significado da experiência dos profissionais de saúde ao interagir com os usuários estrangeiros; evidenciar questões bioéticas na experiência de interação entre profissionais e usuários estrangeiros. Utilizou-se como referencial teórico o Interacionismo Simbólico e como referencial metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados, até a codificação axial. A análise dos dados, apresentada como ordenamento conceitual, levou à definição de quatro grandes temas: (1) "procurando comunicar-se"; (2) "percebendo limites"; (3) "percebendo interação como processo"; (4) "percebendo perspectivas diferentes". O percurso de interação profissional – usuário estrangeiro foi desencadeado a partir de uma escolha: atender a todos indiscriminadamente, tornando possível a aproximação. Perceber ou não no usuário estrangeiro sua dignidade de pessoa humana parece ser determinante na abertura do profissional à interação, na sua disposição a buscar estratégias.

Author Biography

Elaine Cristina Camillo da Silva, Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo
Doutoranda em Ciências Odontológicas. Odontologia Social da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Brazil.
Compartir
How to Cite
Camillo da Silva, E., & De Paula Ramos, D. (2010). Interação transcultural nos serviços de saúde. Acta Bioethica, 16(2). Retrieved from http://actabioethica.uchile.cl/index.php/AB/article/view/15624/16095
Published
2010-01-01